instameet

PRETO É A COR DO MOMENTO

O #INSTAMEETBLACK VIROU TENDÊNCIA

Até parece editorial de moda, mas é sobre a terceira edição do #InstameetBlack. O movimento que teve início no ano passado, contou com a participação de 8 cantos do globo e 18 lugares no Brasil.

#InstameetBlack em Amsterdã.

#InstameetBlack em Amsterdã.

Dessa vez, alcançamos Viena, Japão, Amsterdã, Uzubequistão, Honduras, Guatemala, invadimos o México, passamos por Playas de Tijuana, Aguascalientes, Ciudad de Mexico, Orizaba, Xalapa. E vários lugares do Brasil, como São Paulo - SP, Campinas - SP, Fortaleza - CE, Brasília - DF, Manaus - AM, Goiânia - GO, Belo Horizonte - MG, Campo Grande - MS, Campina Grande - PB, Curitiba - PR, Recife - PE, Juazeiro - BA, Rio de Janeiro - RJ, Natal - RN, Porto Alegre - RS, Nova Tentro - SC e São Francisco do Sul - SC.

O que mais chamou a atenção nesta edição não foi as fotos em si, mas a conexão que se fortaleceu entre quem participou. Quando estamos sozinhos, esquecemos que pode ter alguém querendo o mesmo que nós bem ao nosso lado.

A chuva forte não espantou as mais de 30 pessoas que apareceram no Distrito de Paranapiacaba, em São Paulo. Em Brasília, o #InstameetBlack virou uma grande aventura, resumida no vídeo do Lucas Viniciús. O Claudio Ebson e o Alcimar Verissimo montaram um IMB humano com quem participou no Recife. Do Amazonas ao Rio Grande do Sul, o pretexto era fotografar todos vestindo preto, mas o propósito continua sendo cada vez maior.

#InstameetBlack em Recife, Pernambuco.

#InstameetBlack em Recife, Pernambuco.

O movimento não acaba quando o último clique é dado, ele permanece dentro de cada um que resgatou a roupa preta no guarda-roupa e esteve disposto a quebrar fronteiras. Não estou falando de linhas imaginárias que dividem territórios, mas das cercas que circulam nossa cabeça, reflita sobre o quanto você pode alcançar se tentar quebrá-las.

Um dia você pode estar aqui e no outro, passando 8 horas em Amsterdã. Sempre vai haver alguém para nos conectarmos. Perto ou longe, cultive desde já.





POR DENTRO DA COLÔNIA: @IZABELAFARDIM

HOJE É DIA DE VISITAR NOSSA COLÔNIA E CONHECER UM POUCO MAIS SOBRE A IZABELA FARDIM, DE VITÓRIA, ESPÍRITO SANTO.

Qual é a sua história?

Meu gosto pela fotografia começou há cerca de 7 anos, como um hobby, tirava fotos para me libertar do cansaço da rotina e para expor meu olhar sobre coisas que todo mundo vê, mas enxerga de jeitos diferentes. Hoje, estou concluindo minha faculdade de engenharia civil e carrego a fotografia como profissão. Posso afirmar que isso me traz uma imensa satisfação.

Como você descreveria seu estilo fotográfico?

Não carrego um estilo só, fotografo o que acho interessante e o que me traz boas sensações. Minhas fotos favoritas são as que estou com minha irmã, pois além de gêmeas, partilhamos da mesma paixão.

Você tem algum projeto que gostaria de dividir?

No momento, não tenho nenhum projeto de autoria própria, mas procuro fazer parte de alguns que me identifico. Sempre que possível, procuro participar de meets, é incrível!

Quais são os Instagrammers que mais te inspiram e por quê?

Para mim, a comunidade representa uma escola, onde todos nós podemos aprender e buscar inspirações. A forma como cada um expõe seu olhar, me fascina, além da oportunidade de criar novos contatos e amigos que certamente levarei para sempre. Entre tantos perfis que admiro, destaco o Dan (@dmoraes), o Bruno (@brunogoomes) e o Tato (@vijanueva), a singularidade de cada um me encanta.

Se você pudesse dar um conselho para alguém que está começando a fotografar, qual seria?

Procure explorar os lugares que te atraem e conhecer outros nunca explorados, cada canto carrega particularidades únicas. Deixe-se levar, e claro, não perca um único momento. Para o tratamento final, o app que mais utilizo é o VSCO, mas tenho me rendido ao Polarr.

Continue visitando nossa colônia e acompanhando a Izabela em seu perfil no Instagram.





#INSTAMEETNOBECO COM A LAND ROVER

UM DIA DE FOOD TRUCKS, MÚSICA E FOTOGRAFIA PARA SÃO PAULO.

Se você já passou por São Paulo, e pediu dicas de lugares para fotografar, certamente ouviu sobre o Beco do Batman.

E foi com muita alegria, que vimos ontem, dia 13 de dezembro, as paredes grafitadas da ruela, na Vila Madalena, recebendo artistas de nossa colônia.

A Land Rover Brasil inovou organizando o primeiro #InstameetnoBeco, com food trucks, música e uma linda exposição de fotos da galera que participou de seus desafios semanais no Instagram.

Foi incrível ver uma marca criando experiências que vão além das interações nas redes e valorizam todo nosso trabalho em torno da fotografia.

O calor não espantou quem foi lá prestigiar, e para você que não pode participar, fotografamos toda a exposição. Confira o que rolou de bom por lá:

Continue nos acompanhando via Twitter para ficar por dentro de coberturas, transmissões ao vivo dos eventos e muito mais.

 





O #PICMEET PELO BRASIL

VEJA COMO FOI.

O Antility foi lançado oficialmente no dia 6 de Dezembro de 2015 com a palavra dos membros no Instagram. Muito mais que uma plataforma e um conceito, somos um movimento com um propósito por trás de cada ação, não importa o tamanho.

Nos dias 12 e 13 de Dezembro de 2015, nossa colônia continuou levando a mensagem para frente, organizamos a primeira edição do #PicMeet em várias partes do Brasil, a ideia era juntar o clima de piquenique, amigos e claro, fotos. Contamos um pouco melhor aqui.

Nossa colônia levou toalha quadriculada e comida boa para Belo Horizonte, Natal, Campina Grande, Recife, Fortaleza. Em Petrolina, o #PicMeet mexeu tanto com a cidade, que foi até parar nesta matéria do G1 da Globo. E aqui em São Paulo, teve até presença de formigas do Espirito Santo, a @izabelfardim e  a @izabelafardim e Belo Horizonte, o @rogerhenrique.

Nos encontramos no clássico Parque do Ibirapuera, montamos a mesa, demos play na música e pronto! Nem a chuva espantou quem apareceu por lá.

Falando nisso, é impressionante quando outros movimentos incríveis colidem com o nosso. Fomos surpreendidos pelo pessoal do sem dono, trata-se de uma corrente literária, onde a ideia é pegar o livro, ler e depois compartilhar com um amigo, parente ou simplesmente deixá-lo em um lugar público. O objetivo é criar elos verdadeiros entre cada leitor, atingindo o maior número possível de pessoas.

O #PicMeet foi mais uma prova do quanto podemos fazer a diferença. Gostaríamos de agradecer à todas as formigas da colônia que ajudaram na organização e todos os participantes que marcaram presença. Para quem não foi, estamos ansiosos para te conhecer nos próximos encontros.

Você é o movimento. Você é Antility.

Nossas colônias também estão nos grupos do Facebook, entra lá.

 





TEMOS UMA NOVA FÓRMULA DE HALLOWEEN

DESCUBRA COMO USÁ-LA.

Sábado, 31 de outubro de 2015, o dia amanheceu com sol e calor, tudo parecia normal, mas algo estava prestes a acontecer... De repente, o tom acinzentado dominou o céu, os instagrammers começaram a chegar na Praça Victor Civita, em São Paulo. Não era chuva, era o nosso #Hallomeet que estava começando!

A ideia do meet era que o Halloween fosse transformado em arte, dessa vez, os acessórios foram protagonistas e as ideias fluíram.

Mas calma, não paramos por aí, tivemos algumas GoPros e seus acessórios disponíveis para que todo mundo pudesse testar. Atenção! O vídeo abaixo não é recomendado para pessoas com problemas no coração.

E quem disse que as bruxas se escondem quando o Halloween acaba? No domingo, dia 01 de novembro, o #Hallomeet continuou no centro do Rio de Janeiro. Cuidado, as fotos podem te assustar (ou não)

O espírito de comunidade só está aumentando e queremos ter você por perto.

Agradecemos à administração da Praça Vitor Civita, por ter nos cedido o espaço.

E se você perdeu, as 5 dicas para criar fotos misteriosas ainda estão valendo. Inspire-se!