música

#REZAALENDAQUE O PASSADO NOS CONECTA

Já sentiu um cheiro que te transportou diretamente para um momento de sua infância que você achou ter esquecido? Ou ouviu alguma música que te fez reviver uma cena que estava escondida em sua memória?

Quando ouvimos a música Reza A Lenda do Dnaipes pela primeira vez, tivemos um encontro com nós mesmos. Mas antes de continuar, dê o play no Spotify e preste atenção na letra.

O passado é muito íntimo, basta parar um pouco para lembrar que ele está ali. Ainda assim, a troca é repleta de riquezas, porque o que nós podemos fazer juntos será sempre maior do que aquilo que fazemos sozinhos. Acreditamos em encontros genuínos que misturam artes, paixões, gostos e histórias. Por isso, mandamos uma mensagem para o DNAIPES e demos início a uma história que vale ser lembrada.

Mudamos. Evoluímos. E ainda temos muito a fazer. Inspirados pela música Reza A Lenda do DNAIPES e no quanto ela dialoga com nossa essência, criamos um movimento para lembrarmos que temos tanto a fazer. Para participar, bastava escolher um dos trechos da música, transformar em uma foto e publicar na hashtag #RezaALendaQue.

O que era para ser apenas uma expressão online, acabou virando um grande encontro offline. No dia 26 de agosto de 2016, amigos da colônia, famílias, fotógrafos, fãs da banda e quem a gente pode abraçar, foram sentir de perto a essência de um movimento Antility transportado para a vida.

Graças à parceria da Uniko, que nos forneceu gratuitamente a impressão de algumas fotos do movimento #RezaALendaQue, pudemos expor o olhar de alguns membros da colônia numa linda exposição na House of All, mesmo lugar que deu voz ao DNAIPES em um pocket show inesquecível.

Nossa ansiedade por construir um futuro sólido, nos distancia de viver um presente que vale à pena ser lembrado. Saudamos o passado, vivemos o futuro e esquecemos o presente. Quantas vezes você reuniu seus amigos em volta de um álbum de fotos para contar suas histórias? Acredite mais no poder dos encontros, mostre mais interesse, pare e ouça o que as pessoas estão dizendo.

Reza a lenda que não é preciso muito para fazer acontecer. Basta fazer.





CALIFÓRNIA PARA FOTÓGRAFOS

DE DENTRO DA COLÔNIA PARA O MUNDO.

Somos tão pequenos perto de tanto lugar para explorar. Eu (@bumello) e meus amigos (@dmoraes, @vmiura e @fracky) notamos isso logo quando começamos a conhecer os detalhes de São Paulo pelas lentes de nossas câmeras.

E a melhor maneira de aprimorar o olhar, é fotografando mais. Por isso, resolvemos nos aventurar para fora de nossa zona de conforto. Pegamos nossas mochilas da Nordweg e partimos para Califórnia.

Nossa viagem foi dividida em três momentos: Los Angeles, Estrada da Costa e finalmente, São Francisco. Cada lugar com sua particularidade, tentamos traduzir o que sentimos e vivemos brincando de enquadrar a vida numa tela.

Mas antes, dê o play na playlist do Spotify que criamos para ouvir na viagem.

LOS ANGELES, SANTA MONICA E VENICE BEACH

Paredes coloridas, luxo e extravagância.

CARMEL, PEBBLE BEACH E ARREDORES

Caminhos desconhecidos, brisa gelada e muita música.

SÃO FRANCISCO

Ruas icônicas, ladeiras infinitas e neblina.

Sair da zona de conforto, nem sempre é fotografar um novo lugar, mas sim, redescobrir aquilo que sempre esteve na sua frente e você nunca teve a calma necessária para notar.

A colônia está mapeando os melhores lugares para fotografar no mundo aqui. E você? Vai pra onde?